Eletrobras aprova incorporação da Eletrosul pela CGTEE

Compartilhe este conteúdo

Sinergia e Aprosul registram voto discordante na AGE e buscam reverter a decisão

A Diretoria da Eletrosul e da Eletrobras agiram de forma sorrateira, em conluio com os golpistas do Governo Fe­deral, para conseguir seu intento de realizar a assembleia geral de extraordinária (AGE), que aprovou a incorpo­ração da Eletrosul pela CGTEE no dia 02/01/2019.

Aproveitando-se do recesso no Judiciário, que difi­cultou a defesa dos sindicatos da Intersul em recurso contra a der­rubada da liminar que impedia a assembleia de acionistas, a Diretoria da Eletro­sul ainda teve o desplante de discriminar os  demais trabalhado­res das áreas descentralizadas, ao estender somente para os empre­gados da Sede da Empresa, a possibilidade de com­pensação do dia 02 de janeiro, que a priori, seria permitida somente aos associados e representados pelos Sindicatos que formalizaram o acordo de banco de horas.

Cabe destacar que a Intersul chegou a enviar correspondência para a Eletrosul solicitando a extensão da compensação a todos os traba­lhadores da empresa, e a Eletrosul não atendeu ao pleito, deixando para se utilizar desta possibilidade quase que irrestrita de compensa­ção, apenas em Florianópolis, com o objetivo de esvaziar a sede da Empresa e não sofrer a pressão dos protestos que certamente se­riam bem mais vigorosos.

Ainda assim, muitos trabalha­dores vieram para a sede da Ele­trosul e protestaram contra esta Incorporação descabida, que na visão das diversas entidades sin­dicais de várias categorias que se fizeram presentes, se trata de mais uma estratégia com o objetivo de privatizar a Eletrobras. Os sindica­tos da Intersul e a Aprosul continuarão a luta nas esferas políticas e jurídicas, onde esperamos que ainda possamos reverter os atos realizados.

Veja a íntegra do voto discordante dos acionistas minoritários:
voto do Sinergia
voto da Aprosul

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *