CGT Eletrosul: Assembleia delibera sobre mediação de greve no TST

Compartilhe este conteúdo

Sindicatos aproveitaram assembleia para repassar informes sobre a luta contra a privatização

Em assembleia unificada dos sindicatos da Intersul, nesta segunda-feira, dia 21 de março, cerca de 93% dos presentes REJEITARAM a proposta de conciliação formulada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) no dissídio de greve.

O resultado foi semelhante nas demais empresas do grupo Eletrobras e agora os dissídios de greve, bem como os dissídios de natureza jurídica que se referem à validade da cláusula de plano de saúde, deverão ser julgados pelo pleno do Tribunal.

De maneira resumida, a categoria decidiu apostar na negociação do futuro Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) na data-base que se aproxima para voltar a tratar das questões do plano de saúde e outras questões que afligem os trabalhadores.

A pauta de reivindicações para o próximo ACT deve ser entregue pelo CNE no dia 29 de março.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *