Notas curtas

Compartilhe este conteúdo
  • A Celesc faz todo um processo para seleção de novos gerentes – processo, o qual, vários empregados já trouxeram questionamentos aos sindicatos, em diversos momentos. Mas a empresa parece não estar treinando os novos gestores a contento. Para ser gerente, a pessoa precisa, antes de mais nada, conhecer minimamente as regras do Acordo Coletivo de Trabalho vigente. Há gerentes pelo estado afirmando que só liberarão o trabalhador para gozar o banco de horas positivo “se houver justificativa plausível”. Ora, para o gozo do banco de horas, não consta no ACT a necessidade do trabalhador apresentar uma “justificativa plausível”. O DPGP precisa instruir melhor as gerências sobre as regras do ACT.

  • Outro gerente, também na Celesc, falou para funcionária PCD de seu setor que não quer “empregado com deficiência visual na área porque quem tem esse tipo de deficiência não consegue produzir da mesma forma que os demais colegas”. A este gerente, o Sinergia recomenda a leitura da cláusula 27 do ACT.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *