Ninguém solta a mão de ninguém

Compartilhe este conteúdo

Esse era o grito de pavor que ecoava nos barracos improvisados onde funcionava o Curso de Ciências Sociais da USP, nos Anos de Chumbo. De noite, quando as luzes das salas de aula eram repentinamente apagadas, os estudantes buscavam as mãos uns dos outros e se agarravam ao pilar mais próximo. Depois, quando as luzes acendiam, faziam uma chamada entre eles. Muitas vezes acontecia de um colega não responder, pois já não estava mais lá…

Após o resultado do pleito que elegeu Jair Bolsonaro (PSL) o presidente do país no domingo (29), um desenho que retrata uma rosa e mãos dadas, com a frase “Ninguém solta a mão de ninguém” viralizou na web. A arte é de uma tatuadora de Belo Horizonte, Thereza Nardelli que tem 30 anos e é formada em Ciências Sociais com mestrado em Comunicação. Ela é ilustradora e tatuadora, uma das precursoras do handpoke – estilo de tatuagem que não utiliza máquinas para marcar a pele. Segundo Thereza a frase foi dita pela mãe dela. “A arte é minha, mas quem me falou a frase foi a minha maravilhosa mãe, que desde pequenininha me ensinou de que lado da história a gente tá”, escreveu.

“A gente atravessava um momento difícil na nossa vida pessoal, mas o país também passava por dificuldades. Aí ela virou para mim e disse, ‘ninguém solta a mão de ninguém’”. Thereza já tinha publicado a arte semanas atrás, mas postou a imagem novamente no domingo a noite logo após o resultado das eleições. “Acho que viralizou porque o desenho representa conforto, sabe? Que não estamos sós. Que tem gente perto e que a gente pode contar sim um com o outro”, finaliza.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *