Negociação do ACT com Eletrobras avança pouco

Compartilhe este conteúdo

Proposta apresentada pela empresa ainda é péssima

Da nova proposta para o ACT 2019 apresentada pela Eletrobras na rodada de negociação realizada em 09/05, o único avanço a ser destacado foi na cláusula de reajuste, onde a empresa saiu do patamar de “reajuste zero” dos salários e benefícios para um reajuste proposto de 1%.

Mas permanece evidente à intenção de atacar os trabalhadores e suas formas de organização, através da retirada de clausulas de garantia de participação dos sindicatos na defesa dos interesses da categoria e a inclusão de clausulas de congelamento de direitos. Para os sindicatos que compõem a Intersul, a proposta ainda é péssima.

Os trabalhadores deverão avaliar a proposta completa nas assembleias que acontecem em todas as bases, de 13 a 17 de maio. Uma nova rodada de negociação também já está programada para o dia 22 de maio. Para os trabalhadores, o essencial continua sendo manter-se  fortes e unidos na luta por uma ACT justo e pela manutenção da Eletrobras pública. Defender a Eletrobras é defender o Brasil.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *