Manifestações contra a destruição dos direitos

Compartilhe este conteúdo

Movimentos populares, sindicais e estudantis tomam as ruas para defender educação e lutar contra reformas

Uma série de manifestações em favor da educação e contra a reforma da previdência tomou às ruas do Brasil nesta terça-feira, dia 13. Em todas as regiões do Brasil, estudantes, trabalhadores, movimentos populares e entidades sindicais ocuparam os espaços públicos defendendo investimentos na educação pública e repudiando a reforma da previdência, que será debatida no Senado Federal após ser aprovada pelos Deputados Federais em duas votações.

O governo federal tem feito sistemáticos ataques à educação pública, privilegiando os grandes grupos que esperam lucrar com a privatização do sistema de ensino. O movimento estudantil tem sido a maior força de resistência, lutando contra os cortes de orçamento, a perseguição ideológica e a destruição das universidades federais brasileiras. Somente com investimento em educação o Brasil avançará na redução da desigualdade.

A reforma da Previdência é mais um golpe contra os direitos do povo brasileiro. A proposta que foi aprovada pelos deputados é um engodo, que destrói a possibilidade de uma aposentadoria digna à maior parte da população. Além disso, o Governo já articula o golpe final contra a seguridade social, ressuscitando a capitalização por meio de uma PEC. Jogando com a opinião pública, o Governo pretende aprovar a reforma e depois enterrar o direito à aposentadoria com a capitalização.

É preciso que os trabalhadores continuem a tomarem as ruas, resistindo contra os desmandos e desmanches promovidos pelo Governo Bolsonaro. É preciso união em defesa dos direitos do povo brasileiro.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *