Intersul informa sobre a PLR 2019

Compartilhe este conteúdo

A Eletrobras comunicou ao mercado que realizará distribuição de dividendos, em montante de R$2,54 bilhões, a ser aprovado na Assembleia Geral Ordinária que se realizará no final deste mês de julho, portanto, os trabalhadores terão direito ao recebimento da PLR relativa ao exercício de 2019. É de destacar que o Termo de Pactuação foi assinado pelos sindicatos em dezembro de 2019, sob pressão, devido ao prazo estar se esgotando sem que a Eletrobras houvesse chamado reuniões durante um período de mais de 8 meses.

Segundo a Eletrobras, caso não fosse assinado ainda naquele exercício, o pagamento em 2020 não teria aprovação da SEST. Desta forma, os sindicatos apresentaram uma notificação extrajudicial com 9 pontos discordantes do Termo assinado. Ainda em dezembro, o CNE procurou o TST para instalar um processo de Mediação Pré Processual, que teve uma primeira reunião com a presença da Eletrobras em 20 de maio de 2020.

No mês passado, a Eletrobras informou ao Ministro Vice Presidente do TST, que coordena o processo de Mediação, que não era de interesse da empresa continuar no processo de mediação, que então perdeu sua finalidade, não tendo nenhum avanço nos pontos discordantes, incluindo aqui um dos principais temas controversos, que é o não pagamento da PLR aos trabalhadores anistiados/cedidos.

Assim, com relação à PLR, informamos que no próximo dia 17 de julho está agendada reunião da Comissão da PLR, para apresentação, pela Eletrobras, dos resultados operacionais e econômico financeiros das empresas, que comporão o resultado de PLR para cada trabalhador.

A luta pela PLR dos anistiados e pelos demais pontos controversos terá que ser travada na justiça, visto terem sido esgotados os canais de negociação.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *