Intersul briga por PLR dos anistiados

Compartilhe este conteúdo

Sindicatos que compõem a Intersul vão entrar com ação contra a posição da Eletrobras que  não quer pagar a PLR 2018 aos empregados cedidos para órgãos ou entidades externos às empresas integrantes do grupo. Os sindicatos, representados pelos Escritórios De Negri, Lindoso e advogados e Jarbas Vasconcelos Advocacia & Consultoria, entendem que a empresa deixa de cumprir o que vinha fazendo desde 2015. Por isso repelem a atitude e promovem uma notificação extrajudicial da Eletrobras, de modo a resguardar o direito desse segmento de empregados.

Segundo os advogados, “considerando que se trata de ponto controvertido entre empresa e sindicatos, mostra-se necessária a judicialização da matéria, de modo a assegurar o direito em questão”. Ação deve ser proposta de maneira coletiva, figurando na condição de autora a respectiva entidade sindical representativa da categoria profissional. Com isso, resguarda-se os trabalhadores.

Gráfico do Ilumina sobre eficiência setor elétrico internacional:


Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *