Intercel entra com ação judicial contra mentiras dos candidatos da oposição e contra blog

Compartilhe este conteúdo

Acusações e ataques dos candidatos da Chapa 3 e 4 e do blog Tribuna Celos são questionados na justiça

Além de incorporar o discurso da Celesc, jogando contra as conquistas históricas e trazendo ameaças a direitos do Acordo Coletivo, as chapas de oposição aos sindicatos da Intercel e à APCelesc encaram a campanha como uma oportunidade de atacar as entidades representativas, levantando boatos e acusando sem provas contra candidatos e dirigentes sindicais. Mais do que comprovar a incapacidade de debater propostas para o futuro da Fundação Celos, para a defesa dos direitos dos participantes e suas famílias e para a manutenção da Celesc Pública, a campanha de ódio e mentiras das chapas 3 e 4 demonstra a falta de caráter e ética daqueles que tentam enganar os trabalhadores.

Listamos uma série das mentiras propagadas pelos candidatos na percorrida. Mas é preciso, também, que as pessoas responsáveis pelos insultos e ataques respondam judicialmente. Para cada ataque de candidatos das chapas 3 e 4 registrados nas redes sociais e em aplicativos como whattsapp, os sindicatos da Intercel entraram com ação judicial civil e criminal. O blog Tribuna da Celos também responderá processo por propagar mentiras anonimamente, atacando a Intercel e a APCelesc.

Este é um caso bastante claro da falta de ética e coragem, “modus operandi” da oposição. Ligado a um dos candidatos, que lançou uma campanha de financiamento coletivo em um site na internet para financiar o blog, o Tribuna da Celos não apresenta um responsável. Além disso, é hospedado fora do Brasil, exatamente para ocultar a identidade de seus responsáveis. Assim como o antigo “Observatório Celos”, o atual blog acusa sem fundamentos nem comprovação as gestões da Celos apoiadas pela APCelesc e Intercel. Processados, os idealizadores do Observatório Celos fecharam o blog e desistiram da campanha difamatória. É importante ressaltar que não existe nenhuma tentativa de censura nesta ação.

O que não se pode aceitar é que do conforto de anonimato, os responsáveis pelo blog ataquem a moral de instituições e companheiros que dedicaram a vida em defesa dos direitos dos trabalhadores. Cabe ao acusador o ônus da prova e, como as publicações da chapa 3 e 4 e do blog Tribuna Celos são baseadas em mentiras, a Intercel aguardará a justiça, denunciando cada tentativa de confundir os participantes.



Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *