Greve geral: lutar contra a reforma da Previdência é um dever de todos os trabalhadores

Compartilhe este conteúdo

Atos nacionais mobilizam trabalhadores contra retrocessos na Previdência Social

Nesta sexta-feira, dia 14, o povo brasileiro tem mais uma oportunidade de lutar contra a destruição da previdência social. Convocada pelas Centrais Sindicais de forma unificada, a Greve Geral é uma reação da classe trabalhadora contra os ataques aos direitos sociais que estão em curso no Brasil. Envolta em mentiras e desinformação, a Reforma da Previdência destrói o regime geral, impondo um futuro de desigualdades e miséria aos aposentados.

Vendida como uma forma de acabar com privilégios, a Reforma trará, na verdade, um assalto aos direitos dos trabalhadores. Ponto mais grave da reforma, a imposição de um regime de Capitalização fará com que patrões e governos não contribuam mais para a aposentadoria dos trabalhadores, reduzindo o benefício para todos. Enquanto o Governo encaminha a destruição dos direitos do povo baseando-se em um déficit nunca comprovado, os trabalhadores precisam compreender o tamanho do golpe e o custo que pagarão para deixar os mais ricos, ainda mais ricos.

O que está em curso é um projeto de aumento da desigualdade, encaminhado em várias etapas que se combinam. A reforma da previdência se torna ainda mais maligna quando compreendemos que ela atinge em cheio os trabalhadores relegados à informalidade, um dos retratos da reforma trabalhista, que destruiu a consolidação das leis do Trabalho (CLT). Nesse cenário, resta aos trabalhadores a mobilização e união. Dia 14, todos os eletricitários devem ir às ruas, fortalecendo os movimentos de greve e lutando por uma vida e uma aposentadoria dignas.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *