Fascismo: deputada eleita incita assédio a professores

Compartilhe este conteúdo

Ana Caroline Campagnolo incentiva perseguição ideológica

Mal acabou a eleição e as garras do fascismo já apontam para a perse­guição ideológica e repressão dos trabalhadores. Em Santa Catarina, a De­putada Eleita Ana Caroline Campagnolo (PSL) incentivou a gravação de ví­deos para denunciar professores por “doutrinação ideológica”.

O Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) já entrou com ação por danos morais coletivos. Entidades representativas dos professores e movimentos sociais já manifestaram repúdio à manifestação da deputada eleita, dando apoio aos educadores.

Para a Intercel e a Intersul, a perseguição de professores é mais uma demonstração do fascismo crescente na sociedade, estimulado por uma direita raivosa e manipuladora que busca eliminar o contraditório. É preciso união de todos os trabalhadores para resistir aos ataques.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *