Engie: Intersul orienta sobre oposição à contribuição da PLR

Compartilhe este conteúdo

Até dia 10 de abril, trabalhadores e trabalhadoras da Engie devem enviar e-mail à Intersul, com cópia para Engie

Nos últimos anos, os Sindicatos que compõem a Intersul vêm decidindo não cobrar de seus representados a contribuição assistencial decorrente da PLR/Engie e, por isso, os trabalhadores representados por esses Sindicatos não poderão sofrer qualquer desconto a esse título.

Contudo, os Sindicatos dos profissionais liberais e das categorias diferenciadas, que compõem a chamada Intersindical, estabeleceram contribuição obrigatória para seus associados e opcional para os não associados, em relação aos quais ficou assegurado o direito de oposição a essa contribuição. Por isso, a Engie divulgou nota orientando esses não associados a como proceder para exercer a oposição ao desconto da contribuição.

Mas, como vem ocorrendo há algum tempo, a Engie continua a interferir no enquadramento sindical e vem tentando estabelecer, pelo critério da conveniência empresarial, quem são os trabalhadores representados pela Intersul e quem são os representados pela Intersindical.

Por isso, por cautela e para que nenhum trabalhador sofra prejuízo diante dessa interferência indevida da empresa na organização sindical, a Intersul orienta seus representados (empregados da Engie Brasil Energia e Pampa Sul) a, até 10/04/2022, encaminharem e-mail à Intersul (intersulplr2021@gmail.com), com cópia para comunicacaointernadho.brenergia@engie.com, nos seguintes termos: “Exerço o direito de oposição e não concordo com a contribuição assistencial decorrente da PLR/ENGIE 2021”.

Assim, com essa manifestação, fica assegurado ao trabalhador remetente, qualquer que seja o Sindicato, que a Engie entenda que o representa, o direito de não sofrer desconto indevido.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *