Empresas privatizadas estão entre as maiores devedoras aos Estados

Compartilhe este conteúdo

Estudo aponta que justificativa fiscal para privatização é mentira

Um dos principais argumentos dos defensores da privatização de empresa públicas é que a venda de estatais traz ganhos fiscais para o país. Estudo da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco), divulgado no “Atlas da Dívida Ativa dos Estados Brasileiros” demonstra que das 10 empresas que mais devem aos estados brasileiros, 4 são empresas privatizadas, enquanto as demais já “nasceram” privadas.

Somandas, as dívidas delas com os estados da União totalizam 13,18% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. Ou seja, a venda do patrimônio público ao invés de render dinheiro para ser investido no País, acabou rendendo dificuldades aos estados e piorando as condições de vida da população brasileira.

De acordo com a Fenafisco, até 2019, o montante de recursos em dívidas com os estados era de R$ 896,2 bilhões, valor suficiente para financiar 11 anos de Bolsa Família a R$ 400 para a população de baixa renda. Ainda segundo a Fenafisco, “além do que é possível mensurar, como o valor das dívidas, isenções fiscais e entre outros valores monetários, há outros prejuízos advindos da privatização de empresas públicas que são difíceis de serem quantificados.

Entre eles, a perda dos investimentos feitos pela sociedade ao longo dos anos, a alta qualificação e especialização dos funcionários públicos e, principalmente, a mudança do principal objetivo das empresas públicas: da promoção da cidadania e o desenvolvimento do Brasil para, unicamente, a maximização dos lucros”.

A venda do patrimônio público ao invés de render dinheiro para ser investido no País, acabou rendendo dificuldades aos estados e piorando as condições de vida da população brasileira.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *