Eletrobras corta a PLR dos trabalhadores anistiados

Compartilhe este conteúdo

Pagamento da PLR2018 na Eletrosul está previsto para ocorrer até 11/10/2019

Por determinação da Holding, as subsidiárias da Eletrobras, incluindo a Eletrosul, submeteram aos seus Conselhos de Administração o pagamento da Participação nos Lucros e Resultados de 2018 excluindo os empregados cedidos(anistiados). Mais uma vez, de forma discriminatória os empregados anistiados estão sendo prejudicados pela Eletrobras.

E agora de forma mais agressiva, pois em anos anteriores a PLR foi devidamente paga a estes trabalhadores, que de maneira injustificável estão sendo excluídos agora no momento do pagamento, quando nenhuma tratativa nesse sentido foi realizada ao longo de todas as negociações da PLR desde 2015.

Os representantes dos sindicatos na Comissão Paritária da PLR já enviaram correspondência à Eletrobras solicitando esclarecimentos sobre as razões desta determinação. O Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) já está analisando as medidas jurídicas cabíveis contra a Eletrobras, caso este ato discriminatório se configure.

A PLR é uma conquista de todos os trabalhadores, e a justa recompensa pelo esforço de cada um que contribui para os resultados da empresa. Na Eletrosul, o pagamento da PLR, que corresponde a 1,48 folhas salariais, está previsto para ocorrer até o dia 11/10/2019 e os trabalhadores que vierem a ser prejudicados também vão ter o amparo jurídico dos Sindicatos que compõem a Intersul. Busque informações com os dirigentes dos seu sindicato local.  

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *