Ciclo de seminários

Compartilhe este conteúdo

O futuro do trabalho na América Latina se tornou ainda mais incerto após o início da pandemia de COVID-19. A Universidade pública, como espaço de produção, acumulação e disseminação de conhecimentos, desempenha uma função social imprescindível para compreender a realidade e projetar o futuro.

Através do princípio constitucional de indissociabilidade do ensino, pesquisa e extensão, o ciclo de seminários “O futuro do trabalho: perspectivas latino- -americanas” objetiva promover a articulação do conhecimento científico com a sociedade através da divulgação de pesquisas, experiências e debates sobre o trabalho na América Latina.

A ideia é colocar em discussão as principais mudanças no mundo do trabalho no contexto da nova era tecnológica, por meio de um esforço coletivo trazendo à tona as relações dos trabalhadores com as suas ferramentas laborais, vínculos entre si na construção e fortalecimento de suas identidades de classe, além da manutenção e evolução dos direitos trabalhistas.

Iniciado no último dia 20 de outubro, o Ciclo de Seminários é realizado pelo Laboratório de Sociologia do Trabalho (LASTRO), vinculado à Universidade Federal de Santa Catarina, e pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Trabalho Público e Sindicalismo (Fazendo Escola), vinculado ao Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina (SINJUSC).

Conta com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores no Poder Judiciário Federal no Estado de Santa Catarina (SINTRAJUSC) e do Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (SINDJUSRS). Os seminários, previstos para outubro e novembro de 2021, ocorrem de maneira virtual, com a transmissão audiovisual pelos canais do YouTube “Fazendo Escola” e do Laboratório de Sociologia do Trabalho/UFSC, com acesso público e gratuito por tempo indeterminado.

“A ideia é colocar em discussão as principais mudanças no mundo do trabalho no contexto da nova era tecnológica, por meio de um esforço coletivo trazendo à tona as relações dos trabalhadores com as suas ferramentas laborais, vínculos entre si na construção e fortalecimento de suas identidades de classe, além da manutenção e evolução dos direitos trabalhistas”

Inscrições neste link.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *