Ataque: Beneficiários de planos de saúde da CGT Eletrosul ficam sem atendimento

Compartilhe este conteúdo

Em alteração mal planejada, beneficiários passam por período sem atendimento

Enquanto nas demais Empresas da Holding as alterações do benefício de assistência à saúde foram suspensas por orientação da Eletrobras, a CGT Eletrosul é mais uma vez a primeira empresa que se apressa em executar medidas prejudiciais aos trabalhadores. A pressa da CGT Eletrosul em abrir o “saco de maldades” contra os trabalhadores é impressionante. Por aqui, tudo o que reduz benefícios tem que ser para “ontem”.

Como se não bastasse, o despreparo e inabilidade da CGT Eletrosul para ajustar a alteração do Plano de Saúde causaram inúmeros transtornos aos trabalhadores e seus dependentes beneficiários. Muitos ficaram sem atendimento nos dias finais da vigência do plano antigo. Lamentável que a CGT Eletrosul não tenha se preparado para os cenários possíveis, sabendo das dificuldades de qualquer alteração desta magnitude no benefício de saúde, tão caro aos trabalhadores, e tenha permitido que ocorressem tantos transtornos às pessoas exatamente em um quesito tão significativo, que é a assistência à saúde.

A suspensão nas demais empresas decorre de questionamentos das entidades sindicais, inclusive de ordem jurídica, quanto à aplicabilidade do ACT no que diz respeito às alterações do benefício à saúde, decorrentes da CGPAR 23 que, após a assinatura do ACT, acabou tendo seus efeitos suspensos por Projeto de Lei aprovado na Câmara e no Senado. Sindicatos que compõem o CNE estiveram reunidos com o Diretor de Gestão da Eletrobras no dia 05/10/2021 para falar sobre esta suspensão.

Os detalhes da reunião serão informados nos próximos boletins dos sindicatos. Enquanto isso, a despeito da orientação da Holding, a CGT Eletrosul vai passando o rolo compressor sobre os trabalhadores e, até o momento, sequer assinou o ACT Específico dentro das premissas também orientadas pela Eletrobras por ocasião da negociação do ACT Nacional.

Em assembleias chamadas pelos sindicatos da Intersul nesta semana, os trabalhadores estão debatendo possíveis ações e encaminhamentos relativos ao Plano de Saúde e Acordo Coletivo de Trabalho.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *