Setor elétrico: um neoliberal cotado para o Ministério de Minas e Energia

Compartilhe este conteúdo

Adriano Pires, ex-assessor da ANP, prega o estado mínimo

Um dos cotados para ser minis­tro de Minas e Energia no governo de Jair Bolsonaro é o economista e ex-assessor da direção da Agên­cia Nacional do Petróleo (ANP), Adriano Pires, que prega o estado mínimo para os pobres e máximo para os ricos. Ele se reuniu com Bolsonaro na semana passada, mas negou nesta segunda-feira, dia 29, que tenha recebido o con­vite para assumir o MME.

Segundo o economista, Bolsona­ro reafirmou que pretende vender refinarias de petróleo da Petro­bras. Pires, que é neoliberal e fun­dador e diretor do Centro Brasi­leiro de Infra Estrutura, disse que foi chamado para a conversa com Bolsonaro pelo deputado Onyx Lo­renzoni (DEM-RS), possível minis­tro da Casa Civil.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *