Reforma da Previdência é golpe contra o povo brasileiro

Compartilhe este conteúdo

Treze deputados catarinenses manifestaram voto contra o povo

Após ser aprovada nas comissões, a destruição da seguridade social proposta pelo Governo Bolsonaro está a ponto de ser votada na Câmara dos Deputados. A proposta que será apreciada pelos deputados contém uma série de ataques aos direitos da população, tornando praticamente impossível uma aposentadoria digna.

Elaborada para agradar e favorecer o mercado financeiro e os empresários, a reforma da previdência vai empobrecer ainda mais a classe trabalhadora, forçando a exploração do trabalho e a degradação da saúde dos trabalhadores.

As entidades sindicais e sociais têm pressionado os parlamentares a votarem contra mais esse retrocesso, defendendo os interesses e direitos da população.

Em Santa Catarina, 13 dos 16 deputados anteciparam que votarão contra o povo. São eles: Ângela Amin (PP), Daniel Freitas (PSL), Carlos Chiodini (MDB), Caroline de Toni (PSL), Celso Maldaner (MDB), Rogério Peninha (MDB), Coronel Armando (PSL), Darci de Matos (PSD), Gilson Marques (Novo), Fabio Schiochet (PSL), Hélio Costa (PRB), Ricardo Guidi (PSD), Rodrigo Coelho (PSB).

O Deputado Pedro Uczai (PT) manifestou voto contrário à reforma e as Deputadas Geovânia de Sá (PSDB) e Carmen Zanotto (Cidadania) ainda não decidiram a posição.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *