Receitas previstas com privatização da Eletrobras devem sair do orçamento da União

Compartilhe este conteúdo

Projeto de privatização da Eletrobras pode perder prioridade em ano eleitoral

Diversos meios de comunicação repercutiram esta semana que o governo deve retirar do Orçamento os R$ 16,2 bilhões de receitas previstas no processo de privatização da Eletrobras. Para especialistas no setor e fontes envolvidas nas discussões do tema, ao retirar do orçamento estas receitas pelo terceiro ano consecutivo, o governo Jair Bolsonaro pode ter perdido o timing para a aprovação do projeto de lei de privatização da Eletrobras, pois em meio a um ano eleitoral, o projeto não deve ser prioridade. Claramente há resistências à privatização no Senado, e o Presidente da Câmara já sinalizou que não dará prosseguimento ao projeto de lei enquanto o governo não aparar arestas no Senado.

No entanto, para os sindicatos que compõem a Intersul e o CNE, nada disso é garantia. A mobilização e a pressão junto aos parlamentares não pode parar, pois o desejo de entregar nossas empresas ao capital estrangeiro é grande por parte do Governo. Por isso mesmo os trabalhadores não devem abandonar a trincheira, mas sim intensificar a luta e a resistência, não estando descartada a necessidade de recorrer à greve durante a próxima campanha de data-base, que terá como foco mais uma vez a defesa dos direitos, do emprego, das empresas públicas e do interesse da sociedade.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *