Homenagem: Siegfried Creutzberg – Um homem bom

Compartilhe este conteúdo

Por Luiz Cézare Vieira e Paulo Sá Brito

Um senhor de fala suave e acentuado sotaque alemão, há alguns anos nos recebeu, em Ibirama, na sala de sua casa, acompanhado da esposa, Vera, para relatar um pouco de sua história. Afinal, a vida de Siegfried Creutzberg sempre esteve fortemente ligada à eletricidade, em Santa Catarina.

Embora nascido em Frankfurt, emigrou muito jovem para o Brasil, acompanhando o pai, pastor luterano. E seu primeiro emprego, quando ainda adolescente, foi na Hidroelétrica Águas Negras, em Ituporanga. Quatro anos depois, em fevereiro de 1957, com 18 anos de idade, ingressou na antiga Força e Luz de Blumenau. Com pouco mais de dois meses de emprego, não teve dúvidas em embarcar na carroceria do caminhão que cruzou as então terríveis estradas entre Rio do Sul e Blumenau para participar da assembleia que criaria o Sindicato dos Eletricitários do Vale do Itajaí, hoje chamado Sintevi.

Desde então, Siegfried jamais deixou de estar ao lado dos companheiros, seja no Sindicato ou na Apcelesc – Associação dos Aposentados e Pensionistas da Celesc, onde por muitos anos exerceu a liderança e foi o representante da entidade na cidade de Ibirama. Siegfried Creutzberg, esteve hospitalizado por muito tempo desde o final do ano passado. Mas nos poucos dias em que pôde ir para casa, mesmo preso a uma sonda nasogástrica, sentava diante do notebook para atualizar os relatórios da Apcelesc, pois não admitia deixar de cumprir compromissos e prazos.

Esse alemão afável, educado, de gestos brandos e sorriso contido, nos deixou na quinta-feira, dia 3 de março de 2022. Seu legado e seu exemplo, entretanto, permanecerá entre nós, eletricitários.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *