Greve suspensa! Categoria aprova suspensão da greve na CGT Eletrosul por 30 dias para mediação no TST

Compartilhe este conteúdo

Decisão foi tomada pela categoria em assembleias que aconteceram na terça-feira, dia 08 de fevereiro

A greve iniciada na CGT Eletrosul em 27/01/2022 foi suspensa por orientação do Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE), depois de reunião de mediação da greve ocorrida no dia 03/02/2022, solicitada pelos dirigentes sindicais do CNE ao Tribunal Superior do Trabalho (TST), uma vez que a intransigência da Eletrobras e suas subsidiárias estabeleceu o impasse. O encaminhamento para a suspensão da greve por 30 dias foi sugerido pelo Ministro do TST, para que as partes possam entrar em acordo.

Não havendo o acordo em negociações acompanhadas pelo TST, o Ministro se comprometeu em apresentar ele próprio uma proposta de conciliação ao final do prazo de 30 dias. Não sendo aceita a conciliação no prazo final, o TST faria o julgamento do dissídio coletivo de greve englobando inclusive todos os pontos de pauta que originaram a greve.

Esta sugestão do TST foi avaliada pelo CNE em reunião no último sábado, dia 05/02/2022 e a orientação para as entidades sindicais foi de que a conciliação pode trazer soluções para o impasse, especialmente em questões como o Plano de Saúde, a PLR e dias parados, entre outros pontos que fizeram parte da pauta de reinvindicações do movimento grevista.

ASSEMBLEIAS

Os sindicatos que compõem a Intersul realizaram as assembleias dentro do calendário proposto pelo CNE, e no dia 08/02/2022, todas as assembleias aprovaram a suspensão da greve, com retorno ao trabalho na quarta-feira, dia 09/02/2022. O mesmo cenário ocorreu na maioria das assembleias de todas as empresas subsidiárias da Eletrobras.

No decorrer desta semana, e de acordo com o resultado das assembleias, o CNE vai comunicar ao TST a decisão de suspender a greve e iniciar o processo de conciliação.

Na avaliação dos dirigentes sindicais do CNE e da Intersul, a greve foi vitoriosa, na medida que viabilizou uma solução para o impasse, e evidenciou a unidade e a força da categoria, que há muito tempo não realizava uma greve por tempo indeterminado, em meio a um cenário tão negativo, com forte onda de ataques aos direitos dos trabalhadores e ameaça constante de destruição das empresas e privatização.

Siga acompanhando os próximos passos da negociação pelo Linha Viva e Boletins da Intersul. Juntos somos mais fortes!

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *