Frank Maia, presente! Jornalismo sindical em luto

Compartilhe este conteúdo

partiu num domingo
a sua imensa alegria
num dia de semana
não caberia
embora a sua luz
em nenhum dia
se ofuscaria


o Frank era isto
um menino travesso
com seu lápis mágico
atravessava o mundo


não dava sossego
para os hipócritas
desnudava os idiotas
travestidos de sábios


em suas charges
sonhos também projetava
acreditava numa vida
mais leve
num planeta
mais humano


o homem feito
como se diz
era um guri
desses sonhadores
com suas bolinhas
de gude


o conheci muito jovem ainda
lá no Sinergia
quando chegava no sindicato
irradiava energia


ilustrou por muitos anos
o jornal Linha Viva
nas suas estrelinhas
tava lá o Frank destilando
a sua inteligente ironia


foi tão cedo
que desatino
o que são 55 anos
para quem se sente um menino?

deixa estar que por aqui
seguiremos plantando
o seu imenso amor
vai continuar germinando


Poema do amigo e ex-dirigente sindical Dinovaldo Gilioli, o Dino, em homenagem a Frank Maia
Foto: Reprodução/Instagram

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *