Entrevista: Leandro Nunes faz balanço dos 7 anos como conselheiro na Celesc

Compartilhe este conteúdo

Representante dos Empregados no CA deixa legado de muito trabalho em defesa da categoria e da manutenção da Celesc Pública

O Representante dos Empregados no Conselho de Administração da Celesc, Leandro Nunes, participou, na última quarta-feira, 20 de abril, da última reunião do CA da empresa enquanto Conselheiro eleito pela categoria. Foram sete anos de muito trabalho, dedicação e luta para bem representar a categoria neste espaço. Leandro travou várias batalhas em defesa dos direitos dos trabalhadores e da manutenção da Celesc Pública. Ele passa a função, na próxima semana, para Paulo Horn, Conselheiro eleito em janeiro deste ano. Linha Viva entrevistou Leandro no início dessa semana e perguntou a ele sobre o período enquanto foi Conselheiro e sobre o Congresso dos Empregados da Celesc, que acontece entre 26 a 28 de maio, em Joinville. Confira a entrevista:

LV: Leandro, qual balanço você faz destes sete anos enquanto Conselheiro? Como foi representar celesquianos e celesquianas no CA da Celesc?

Leandro: Primeiramente, agradeço o espaço para poder conversar com os eletricitários e eletricitárias da CELESC e de outras empresas que recebem o jornal Linha Viva. Objetivamente, foi uma honra ter representado os empregados e empregadas no Conselho de Administração. Esse é um espaço fundamental à manutenção da CELESC PÚBLICA, e penso que os celesquianos e celesquianas têm claro essa importância. Dentre as principais conquistas coletivas que tivemos, posso citar a renovação da Concessão da CELESC Distribuição; a vitória no leilão das usinas da CELESC Geração; a manutenção da eleição para Diretoria Comercial com a renovação da lei estadual 13570/05; a continuidade dos jogos esportivos e culturais da FAEC; a realização dos seminários e do Congresso dos Empregados; e a realização de concurso público à admissão de mais de 2000 novos colegas de trabalho ao longo desse período. A avaliação positiva do mandato demonstra o respeito com a trajetória de continuidade da representação coletiva que tivemos no Conselho de Administração, que agora seguirá com o Paulo Horn.

LV: Qual você acredita ser o maior desafio do próximo Conselheiro eleito no CA?

Leandro: Tenho dito claramente para todos e todas que os principais desafios serão a manutenção da CELESC Pública e a luta contra a terceirização na empresa, seja na atividade fim, seja no quadro de assistentes administrativos. Infelizmente, temos Diretores e Gerentes que defendem a terceirização na empresa, porque não têm compromisso com a qualidade do serviço prestado à sociedade e com a manutenção da CELESC Pública. Acrescento a esses dois desafios um terceiro, que dialoga com a terceirização e está na ordem do dia na empresa: o fortalecimento da cultura de saúde e segurança. Precisamos trabalhar, e muito, à redução do número e da gravidade de acidentes de trabalho, sem perder descuidar das doenças decorrentes do trabalho, com ênfase na saúde mental de trabalhadores e trabalhadoras.

LV: Qual a importância da categoria apoiar e estar próxima do Conselheiro eleito durante seu mandato?

Leandro: Total importância. Sem o apoio da categoria, não existe representação forte e respeitada. Por mais capaz que qualquer um de nós seja individualmente, nenhum de nós sozinho é mais forte do que todos e todas unidos em prol de um mesmo ideal. Estar alinhado e contar com o apoio das entidades representativas é essencial para o exercício do mandato, e acredito que o mandato do Paulo Horn dará continuidade à gestão participativa característica dos representantes dos empregados no Conselho de Administração da CELESC.

LV: No próximo mês, entre os dias 26 e 28 de maio, acontece o Congresso dos Empregados da Celesc, em Joinville. O Congresso está sendo construído em parceria entre você, o novo Conselheiro, a CELESC, os sindicatos da Intercel, a CELOS, a Credelesc, a APCELESC e a APC. O que os trabalhadores podem esperar desse Congresso?

Leandro: O Congresso é um espaço privilegiado para debater a gestão da empresa e os demais temas que estão na ordem do dia da manutenção da CELESC PÚBLICA. Teremos palestras que contribuirão com esse olhar, incluindo um debate com o Diretor Presidente da CELESC e um representante da EDP, para que possamos utilizar esse espaço para a consolidação da pauta de atuação do próximo conselheiro eleito, além do compartilhamento de melhores práticas na companhia. É um momento de formação, engrandecimento e consolidação da sensação de pertencimento e união dos celesquianos e celesquianas na continuidade dessa luta difícil, mas necessária da manutenção da CELESC Pública, patrimônio dos catarinenses.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *