Eletricitários pedem demissão de presidente da Eletrobras

Compartilhe este conteúdo

CNE encaminhou carta ao Governo Federal

Trabalhadores da Eletrobras pressionam o governo Jair Bolsonaro a demitir o presidente da estatal, Wilson Pinto Ferreira Júnior. Entre os motivos alegados pelos eletricitários estão irregularidades na gestão e a ligação com o ex-presidente Michel Temer, que responde a acusações de corrupção no setor. Ele assumiu o comando da estatal, por indicação do então ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, em 2016.

Entre as irregularidades apontadas pelo Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE), Wilson tentou aumentar o próprio salário, no ano passado, em 46% e acumula cargos, contrariando o estatuto da empresa. Uma das maiores polêmicas, entretanto, foi que recebeu uma advertência formal da Comissão de Ética da Presidência da República, em 2017, por ter anunciado que iria cortar 40% dos servidores, acusando-os de vagabundos e safados.

Os trabalhadores da Eletrobras também lembram que Wilson Pinto teria contratado uma empresa de mídia sem licitação para fazer publicidade negativa da estatal, com objetivo de enfraquecer a imagem da empresa e forçar sua privatização – uma situação que agradaria setores econômicos do governo Jair Bolsonaro. Uma carta aberta dos eletricitários foi encaminhada ao governo pedindo a sua saída.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *