Semana da Arte Moderna completa 100 anos

Compartilhe este conteúdo

Marco do modernismo no Brasil, a Semana de Arte Moderna foi realizada nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro de 1922, no Theatro Municipal de São Paulo. O local foi ocupado por artistas e intelectuais para expor, declarar e discutir esse movimento de origem europeia que buscava romper com padrões estéticos tradicionais impostos desde o Renascimento. O evento também tinha como objetivo adequar o modernismo a uma realidade “mais brasileira”.

IMPACTOS E REPERCUSSÕES


As obras de Tarsila do Amaral são exemplo do pós Semana de Arte Moderna. Ícone do modernismo brasileiro, a pintora não participou do evento, já que estava em Paris. Foi só a partir de seu retorno ao Brasil e de seu encontro com artistas modernistas, como Anita Malfatti e Oswald de Andrade, que Tarsila começou a produzir arte moderna.

O quadro Abaporu, uma das obras mais valiosas da história da arte brasileira é de 1928. A tela é um símbolo do Manifesto Antropofágico, cuja proposta era “devorar” as influências estrangeiras e, a partir disso, renovar a arte brasileira.

Fonte: Poder 360
https://www.poder360.com.br/brasil/semana-de-arte-moderna-de-1922-completa-100-anos/

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *