Segunda rodada: garantia de emprego conquistada

Compartilhe este conteúdo

A segunda rodada de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho 2020/21 iniciou, nesta quinta- -feira, dia 17, com a cobrança do debate da garantia de emprego, das cláusulas com impacto financeiro e da estrutura de organização sindical. A Diretoria iniciou afirmando que a empresa ainda está estudando a questão financeira, e que apresentará aos sindicatos na próxima rodada, que será realizada no dia 22/09.

Apesar de apontar o debate para a próxima semana, a Diretoria já argumentou que os impactos da ação judicial patrocinada pelo Governo do Estado contra o reajuste tarifário da Celesc trará dificuldades na negociação. A Intercel deixou claro que os trabalhadores não podem pagar pelas ações irresponsáveis do controlador da empresa, assumindo os prejuízos de decisões do Governo.

Na sequência, a Diretoria apresentou a proposta para a Garantia de Emprego (Quadro de Pessoal). Reconhecendo a importância da cláusula para dar tranquilidade aos empregados cumprirem com seu dever, a Diretoria concedeu a renovação da garantia de emprego.

Entretanto, a empresa negou a retomada do estágio probatório de 6 meses. A conquista da garantia de emprego é fundamental para os trabalhadores e, agora, leva as expectativas da categoria para o reajuste salarial. Apesar da grande conquista que a Garantia de Emprego representa para os trabalhadores, as demais cláusulas desta rodada foram, quase que na totalidade, negadas pela Diretoria.

As cláusulas pendentes da primeira rodada permanecem pendentes e deverão, também, retornar na terceira rodada. Das 18 cláusulas debatidas hoje, nove não tiveram conclusão e, também, serão retomadas na próxima terça-feira. Além da falta de respostas objetivas e de poucos avanços diante da pauta de reivindicações da categoria, a Diretoria atentou contra os trabalhadores com carga horária de 4 horas, buscando discriminá-los e reduzir benefícios do ACT.

O Diretor de Gestão apresentou a renovação da cláusula de Liberação do Conselheiro Eleito. Rodeada de expectativas, o respeito às representações dos trabalhadores é fundamental para a luta dos celesquianos. Entretanto, ao apresentar a manutenção, o Diretor fez questão de afirmar que a concessão era bastante complexa para a Diretoria Colegiada, em uma prova de que o coletivo de diretores mantém a lógica do último ano.

A Intercel cobrou, novamente, do Diretor respostas para a retomada de uma estrutura sindical que é fundamental para a defesa dos direitos dos trabalhadores e para a defesa da Celesc Pública. Atacada no último ACT, a liberação de dirigentes sindicais proporciona a organização e resistência da categoria diante das tentativas de privatização e de retirada de direitos. Infelizmente, a Diretoria adiou a resposta para terça-feira.

Após mais de 6 horas de reunião, a Diretoria delegou para a terceira rodada o futuro da negociação coletiva. Com uma pauta repleta de pendências, com todas as cláusulas de impacto financeiro para serem debatidas e com a expectativa sobre a organização sindical, a próxima rodada de negociação aponta para a união dos trabalhadores.

É preciso avançar e negociar a pauta efetivamente, uma vez que as assembleias para apreciação da proposta serão realizadas pelos sindicatos da Intercel, na próxima quinta-feira, dia 24.

A conquista da garantia de emprego é fundamental para os trabalhadores e, agora, leva as expectativas da categoria para o reajuste “ salarial .

CLÁUSULAS DEBATIDAS NA 2ª RODADA

03ª) QUADRO DE PESSOAL – RENOVADA!
15ª) HORÁRIO FLEXÍVEL – NÃO! Mantém o act atual
16ª) SISTEMA DE COMPENSAÇÃO – NÃO! Propõe reduzir benefício para trabalhadores de 4 horas
18ª) LICENÇA PRÊMIO – NÃO! Mantém o ACT atual
30ª) ALTERAÇÃO DE NORMATIVAS INTERNAS
– Propõe aumentar limite do Auxílio-Estudante para 700 mil
– Não! Para o parágrafo Terceiro
– Paragrafo quarto e quinto retornam
32ª) VALE TRANSPORTE – RETORNA
33ª) ASSISTÊNCIA SINDICAL NAS RESCISÕES – RETORNA
39ª) LIBERAÇÃO DE CONSELHEIRO ELEITO – OK! MANTÉM O ACT ATUAL
41ª) LOJAS DE ATENDIMENTO – RETORNA.
42ª) HORÁRIO DE VERÃO LINHA VIVA – RETORNA.
43ª) VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE –
– OK para o parágrafo segundo
– Não! Para o parágrafo Terceiro
49ª) MOVIMENTAÇÃO NOS LOCAIS DE TRABALHO – NÃO!
50ª) TRANSFERÊNCIAS INTERNAS – RETORNA.
51ª) VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 – RETORNA
52ª) EXAMES COVID-19 – RETORNA
53ª) GT COVID-19 – RETORNA 55ª) FÓRMULA DO CÁLCULO DA G.A. – RETORNA

PENDÊNCIAS DA 1ª RODADA

20ª) PLANO CELOS SAÚDE E PREVIDENCIÁRIO – RETORNA
26ª) COMISSÃO DE RECURSOS HUMANOS – RETORNA
46ª) GRATIFICAÇÃO DE FÉRIAS – NÃO! RETORNA
47ª) GRATIFICAÇÃO 25 ANOS – NÃO! RETORNA
48ª) ANUÊNIO – NÃO! RETORNA
57ª) RECONHECIMENTO DE DEPENDENTE (ENTEADO/A) – RETORNA

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *