Audiência pública tem data marcada

Compartilhe este conteúdo

Debate sobre reestruturação da Celesc será dia 24 de abril

A luta contra a reestruturação administrativa da Celesc continua. Após as entidades que compõem a Intercel percorrerem as câmaras de vereadores e gabinetes na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), apresentando os riscos para o atendimento à população e para a manutenção da Celesc Pública, o debate necessário com o povo teve a data marcada.

Com o requerimento aprovado na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público, a audiência pública proposta pelo Deputado Fabiano da Luz (PT) foi confirmada para o dia 24 de abril. A ser realizada no auditório Antonieta de Barros, na Alesc, às 09 horas da manhã, a audiência é a oportunidade de trazer o debate sobre a manutenção de uma atendimento de qualidade e do papel principal da maior estatal de Santa Catarina com os verdadeiros atingidos: a sociedade catarinense. Decidida à portas fechadas, sem conhecimento da realidade das agências regionais e encaminhada por teimosia e soberba, a reestruturação administrativa tem sido vendida com um discurso mentiroso.

Enquanto o Presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, e sua equipe afirmam que não haverá mudança nem perda de autonomia para as regionais que passam a ser unidades, justificando a mudança como uma tentativa de melhoria de gestão e processos. O argumento é facilmente desmentido, uma vez que a própria nota de encaminhamento e deliberação que definiram a reestruturação afirma que as unidades ficam subordinadas aos núcleos, que farão a interface com a diretoria.

Com a data definida, é preciso pressionar o Presidente para que ele participe do debate, respeitando a população, os trabalhadores e a história da Celesc Pública. Em diferentes momentos a diretoria orientou seus gerentes a não debaterem com os sindicatos e a população nos municípios a reestruturação. A diretoria e o presidente não podem se esconder do debate.

 Os sindicatos da Intercel estarão percorrendo a base para mobilizar os trabalhadores a participarem da Audiência Pública, defendendo a Celesc e o bom serviço prestado à sociedade.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *